Category Archive : Beleza Estética

Tonalizante: saiba como funciona e quando usar

O que é

O tonalizante é uma tintura que ajuda a mudar o tom dos fios, intensificar a cor ou dar brilho. Diferente das tinturas tradicionais à base de amônia, o tonalizante não pinta definitivamente o cabelo. Ele não clareia os fios, mas age como se fosse uma ‘’maquiagem’’ capilar e vai desbotando com o tempo. Mas, para quem não quer se arriscar com uma tintura permanente, ou não pode usar produtos à base de amônia, o tonalizante é uma ótima opção!

Como obter melhor a cobertura dos fios brancos com tonalizante

Se você tem muitos fios brancos a melhor opção ainda é a tinta permanente, já que o tonalizante não cobre totalmente os fios brancos. Para escolher o tonalizante ideal para o seu cabelo, busque a cor mais próxima do seu cabelo natural. Os tons base como Preto 2.0, Castanho Escuro 3.0, Castanho Médio 4.0, Castanho Claro 5.0, Louro Escuro 6.0 e Louro Claro 7.0, são tonalizantes com maior pigmentação, pois são considerados cores puras. Já as colorações que têm um número depois do ponto, são consideradas nuances com reflexo. Ou seja, são misturas de cores.

Benefícios do Tonalizante

Se você tem poucos fios brancos, quer mudar o visual, ressaltar o tom, ou só fazer um teste de cor, o tonalizante é uma ótima opção. ;O tonalizante não contém amônia e possui baixa concentração de água oxigenada. Assim, ele pode ser usado por quem tem outros tipos de química no cabelo. Além disso, é a escolha ideal para quem tem problemas com queda de cabelo e madeixas ressecadas, pois não danifica os fios. Se você tem problemas com as tinturas tradicionais à base de amônia o tonalizante será seu BFF. O tonalizante age de forma leve, sem alterar a estrutura do cabelo, isso explica por que os tonalizantes não clareiam nem deixam os fios quebradiços ou ressecados. Se você quer mudar a cor dos fios, mas tem aquele medinho de não gostar ou estragar o cabelo, ele é a melhor opção. ?

Cores fantasia

As cores fantasia nada mais são do que tonalizantes coloridos. Elas não agridem os fios, e quanto mais claro for seu cabelo, maior a fixação da cor escolhida. Você pode misturar pigmentos e fazer sua própria cor, mas precisa ter cuidado para não ficar com os fios manchados. O melhor é que: se bater o arrependimento, depois de algumas lavagens o seu cabelo volta à cor normal.

Como usar o tonalizante

Antes de tudo, é sempre importante fazer o teste de mecha. Pegue uma mecha na lateral da cabeça e aplique o produto. Verifique, de 5 em 5 minutos, se obteve algum resultado indesejado. Feito isso, vamos ao passo a passo!

Passo 1: Com os cabelos úmidos, reparta em 4 partes e prenda-os.

Passo 2: Solte uma mecha por vez e comece a aplicar o tonalizante da raiz às pontas com o pincel. Passando em uma mecha de cada vez, o resultado será muito mais uniforme.

Passo 3: Depois de ter passado o produto em todo o cabelo, aguarde o tempo informado na embalagem.

Passo 4: Após o tempo de espera, lave bem os cabelos com o shampoo específico para seu tipo cabelo, até retirar todo o produto. Finalize com uma boa hidratação.

Afinal, o que é esse tal banho de brilho?

O banho de brilho é o tonalizante misturado com um creme de hidratação. Essa misturinha vai turbinar o brilho dos seus cabelos. É bem fácil de fazer, misture duas medidas de creme de hidratação na cor branca, com uma medida de tonalizante. Exemplo: se a bisnaga contém 60 ml, misture com mais 120 ml de creme hidratante. A aplicação é igual a do tonalizante normal. Uma dica é fazer o banho de brilho uma vez por mês para manter o brilho nos cabelos.

Uso do tonalizante na gravidez

O tonalizante é também a melhor opção para as gestantes. Por não possuir amônia, ele não oferece perigo à saúde do bebê. Mas atenção: ele não é indicado para quem está no primeiro trimestre de gestação. Claro que, por segurança, é sempre melhor consultar o seu médico.

Como preservar a cor do Tonalizante com a progressiva Megalizz

progressiva Megalizz

Megalizz


Qual é a diferença entre o ;MegaLizz ;e os demais?

Diferencial 1: ;O MegaLizz não tem formol! Você deve saber que boa parte dos produtos que alisam o cabelo possuem em sua fórmula um composto chamado formol que prejudica o cabelo e faz mau a saúde, o MegaLizz não agride o cabelo nem o couro cabeludo.
Diferencial 2: ;Com o MegaLizz, você conquistará a beleza e a liberdade que sempre sonhou! Um shampoo de fácil utilização e com resultado instantâneo! Entrou no chuveiro, lavou e pronto, seu cabelo está liso! E você pronta para ser linda!
Diferencial 3: ;Composição do MegaLizz, Em sua fórmula, você encontrará uma combinação de mais de 20 compostos que, juntos, farão com que seu cabelo fique com um liso tão impressionante que você ficará surpresa!

Qual é a diferença entre o ; ;MegaLizz ;e os demais?
;

Diferencial 1: ;O MegaLizz não tem formol! Você deve saber que boa parte dos produtos que alisam o cabelo possuem em sua fórmula um composto chamado formol que prejudica o cabelo e faz mau a saúde, o MegaLizz não agride o cabelo nem o couro cabeludo. ;
Diferencial 2: ;Com o MegaLizz, você conquistará a beleza e a liberdade que sempre sonhou! Um shampoo de fácil utilização e com resultado instantâneo! Entrou no chuveiro, lavou e pronto, seu cabelo está liso! E você pronta para ser linda! ;
Diferencial 3: ;Composição do MegaLizz, Em sua fórmula, você encontrará uma combinação de mais de 20 compostos que, juntos, farão com que seu cabelo fique com um liso tão impressionante que você ficará surpresa! ;

Confira também: Megalizz resenha? Febre do ramo de beleza dos cabelos que recentemente chegou no Brasil: Megalizz funciona progressiva sem formol que vem auxiliando milhares de mulheres por todo continente europeu a alisar os cabelos sem agredir o couro cabelo.

Alopecia Capilar [ Principais Causas, Sintomas e Como Tratar ]

A alopecia capilar é considerada uma preocupação, mesmo para quem não se considera vaidoso. Tem uma frase que diz que “Os cabelos são a moldura do rosto”.

Para provar isto, basta observarmos quanto as pessoas investem em tratamentos de beleza e saúde pensando em manter seus cabelos sedosos, com brilho e com uma aparência sempre saudável.

Então é natural que uma pessoa que está nesta situação de queda acentuada dos fios de cabelo, não se sinta bem e que isto acabe afetando a auto estima prejudicando além da saúde física o bem estar emocional

A alopecia capilar é uma doença que se caracteriza pela queda de grandes porções de cabelo, deixando falhas visíveis. Pode ocorrer no couro cabeludo (a mais comum), no bigode, na barba, sobrancelha e até mesmo em todo o corpo (casos mais raros).

Embora não seja considerada uma doença grave a alopecia capilar afeta muito a saúde emocional.

Suas causas variam e podem ser hormonais, genéticas entre outras.

O diagnóstico deve ser feito por um médico especialista pois o tratamento depende da causa e esta deve ser investigada.

Perdemos fios de cabelos diariamente e faz parte de um processo natural de renovação dos fios. Portanto para que haja uma suspeita de alopecia capilar você terá que observar se a quantidade de fios que estão caindo, aumentaram e são além do normal.

Principais tipos de alopecia capilar são

CapiFix

  • Alopecia Androgenética

Alopecia Androgenética

É um tipo que resulta de uma condição hereditária ou seja é uma herança de família. Pode ocorrer nas mulheres mas é bem mais comum entre os homens, chega a atingir 70% dos homens.

  • Alopecia Areata

Alopecia Areata

É um tipo autoimune que atinge exclusivamente os folículos capilares, afetando a raiz. Pode atingir não somente o couro cabeludo como todas as partes do corpo que possuem pelos.

Geralmente este tipo surge em decorrência de doenças auto imune como diabetes, vitiligo, renites, lúpus, problemas na tireoide e outros.

  • Alopecia mecânica

Alopecia mecânica

Mecânica é a perda temporária (ou definitiva) dos fios resultante do uso de produtos químicos para tratamento estético como por exemplo: uso de tinturas, temperaturas extremas, alongamentos e alisamentos.

  • Alopecia traumática

Alopecia traumática

Este tipo é quando ocorre a perda acentuada dos fios após um episódio de infecção ou pós cirúrgico.

  • Alopecia seborreica

Alopecia seborreica

Este tipo geralmente inicia nas laterais da cabeça e é bem mais comum entre os homens.

  • Alopecia total

Alopecia total

Como o nome já sugere, é a perda total dos fios. É mais comum nas causas genéticas e nas emocionais (traumas e estresse).

  • Alopecia universal

Alopecia universal

É uma continuidade da alopecia total, porem num estágio mais grave. Além de perder os fios capilares a pessoa perde os pelos do corpo todo, incluído cílios, sobrancelhas e pelos pubianos.

  • Alopecia cicatricial

Alopecia cicatricial

É a perda permanente dos fios pois ocorre por queimaduras químicas, quimioterapias ou alguns tipos de doença como leishmaniose. Neste casos o couro cabeludo perde a capacidade de regeneração.

  • Alopecia difusa

Alopecia difusa

É o tipo que mais afeta as mulheres. Sua causa pode ser hormonal, por medicamentos ou má nutrição.

Como é feito o diagnóstico?

É muito simples para obter um diagnóstico. O médico especialista (dermatologista) através de um exame visual na área afetada, de acordo com a aparência e com as informações que serão fornecidas por você, poderá dar um diagnóstico correto.

Em alguns casos poderá ser necessário um biopsia da pele para descartar algumas possibilidades.

Causas da Alopecia

Como já dissemos as causas podem ser diversas. As mais comuns são:

  • Doenças como sífilis, hipertireoidismo, hipotireoidismo, lúpus, câncer entre outras.
  • Traumas, estresse, depressão.
  • Desequilíbrios hormonais como por exemplo pós parto.
  • Uso de alguns medicamentos.
  • Deficiência de vitaminas, zinco, biotina, proteínas e ferro que causam doenças como a anemia.
  • Infecções e doenças do couro cabeludo como dermatite seborreica.
  • Fatores genéticos.

Tratamentos para alopecia capilar

CapiFix

  • Alopecia Androgenética

Alopecia Androgenética

Alopecia Androgenética

É um tipo que resulta de uma condição hereditária ou seja é uma herança de família. Pode ocorrer nas mulheres mas é bem mais comum entre os homens, chega a atingir 70% dos homens.

  • Alopecia Areata

Alopecia Areata

Alopecia Areata

É um tipo autoimune que atinge exclusivamente os folículos capilares, afetando a raiz. Pode atingir não somente o couro cabeludo como todas as partes do corpo que possuem pelos.

Geralmente este tipo surge em decorrência de doenças auto imune como diabetes, vitiligo, renites, lúpus, problemas na tireoide e outros.

  • Alopecia mecânica

Alopecia mecânica

Alopecia mecânica

Mecânica é a perda temporária (ou definitiva) dos fios resultante do uso de produtos químicos para tratamento estético como por exemplo: uso de tinturas, temperaturas extremas, alongamentos e alisamentos.

  • Alopecia traumática

Alopecia traumática

Alopecia traumática

Este tipo é quando ocorre a perda acentuada dos fios após um episódio de infecção ou pós cirúrgico.

  • Alopecia seborreica

Alopecia seborreica

Alopecia seborreica

Este tipo geralmente inicia nas laterais da cabeça e é bem mais comum entre os homens.

  • Alopecia total

Alopecia total

Alopecia total

Como o nome já sugere, é a perda total dos fios. É mais comum nas causas genéticas e nas emocionais (traumas e estresse).

  • Alopecia universal

Alopecia universal

Alopecia universal

É uma continuidade da alopecia total, porem num estágio mais grave. Além de perder os fios capilares a pessoa perde os pelos do corpo todo, incluído cílios, sobrancelhas e pelos pubianos.

  • Alopecia cicatricial

Alopecia cicatricial

Alopecia cicatricial

É a perda permanente dos fios pois ocorre por queimaduras químicas, quimioterapias ou alguns tipos de doença como leishmaniose. Neste casos o couro cabeludo perde a capacidade de regeneração.

  • Alopecia difusa

Alopecia difusa

Alopecia difusa

É o tipo que mais afeta as mulheres. Sua causa pode ser hormonal, por medicamentos ou má nutrição.

Como é feito o diagnóstico?

É muito simples para obter um diagnóstico. O médico especialista (dermatologista) através de um exame visual na área afetada, de acordo com a aparência e com as informações que serão fornecidas por você, poderá dar um diagnóstico correto.

Em alguns casos poderá ser necessário um biopsia da pele para descartar algumas possibilidades.

Causas da Alopecia

Como já dissemos as causas podem ser diversas. As mais comuns são:

  • Doenças como sífilis, hipertireoidismo, hipotireoidismo, lúpus, câncer entre outras.
  • Traumas, estresse, depressão.
  • Desequilíbrios hormonais como por exemplo pós parto.
  • Uso de alguns medicamentos.
  • Deficiência de vitaminas, zinco, biotina, proteínas e ferro que causam doenças como a anemia.
  • Infecções e doenças do couro cabeludo como dermatite seborreica.
  • Fatores genéticos.

Tratamentos para alopecia capilar

CapiFix

Alopecia Androgenética

Alopecia Androgenética

É um tipo que resulta de uma condição hereditária ou seja é uma herança de família. Pode ocorrer nas mulheres mas é bem mais comum entre os homens, chega a atingir 70% dos homens.

Alopecia Areata

Alopecia Areata

É um tipo autoimune que atinge exclusivamente os folículos capilares, afetando a raiz. Pode atingir não somente o couro cabeludo como todas as partes do corpo que possuem pelos.

Geralmente este tipo surge em decorrência de doenças auto imune como diabetes, vitiligo, renites, lúpus, problemas na tireoide e outros.

Alopecia mecânica

Alopecia mecânica

Mecânica é a perda temporária (ou definitiva) dos fios resultante do uso de produtos químicos para tratamento estético como por exemplo: uso de tinturas, temperaturas extremas, alongamentos e alisamentos.

Alopecia traumática

Alopecia traumática

Este tipo é quando ocorre a perda acentuada dos fios após um episódio de infecção ou pós cirúrgico.

Alopecia seborreica

Alopecia seborreica

Este tipo geralmente inicia nas laterais da cabeça e é bem mais comum entre os homens.

Alopecia total

Alopecia total

Como o nome já sugere, é a perda total dos fios. É mais comum nas causas genéticas e nas emocionais (traumas e estresse).

Alopecia universal

Alopecia universal

É uma continuidade da alopecia total, porem num estágio mais grave. Além de perder os fios capilares a pessoa perde os pelos do corpo todo, incluído cílios, sobrancelhas e pelos pubianos.

Alopecia cicatricial

Alopecia cicatricial

É a perda permanente dos fios pois ocorre por queimaduras químicas, quimioterapias ou alguns tipos de doença como leishmaniose. Neste casos o couro cabeludo perde a capacidade de regeneração.

Alopecia difusa

Alopecia difusa

É o tipo que mais afeta as mulheres. Sua causa pode ser hormonal, por medicamentos ou má nutrição.

Como é feito o diagnóstico?

É muito simples para obter um diagnóstico. O médico especialista (dermatologista) através de um exame visual na área afetada, de acordo com a aparência e com as informações que serão fornecidas por você, poderá dar um diagnóstico correto.

Em alguns casos poderá ser necessário um biopsia da pele para descartar algumas possibilidades.

Causas da Alopecia

Como já dissemos as causas podem ser diversas. As mais comuns são:

Tratamentos para alopecia capilar

CapiFix

Como já dissemos o tratamento depende da causa. Por isso é aconselhável buscar orientação de um médico, pois de acordo com a causa será o tratamento indicado.

Atualmente muito tem sido investido em pesquisas nesta área e com auxílio da tecnologia muitos tratamentos estão surgindo aumentando as chances de reverter alguns casos de alopecia.

As opções de tratamentos são: medicamentos de uso tópico (loções, shampoos), remédios naturais a base de ervas, medicamentos de uso oral, injetáveis (corticoides), intradermoterapia, carboxiterapia e implantes.

Os tratamentos para alopecia tem como finalidade prevenir, reduzir as falhas e evitar que outra apareçam. Os tratamentos devem estimular os folículos capilares para produzir novos fios até que as falhas sejam corrigidas e a doença curada.

Seja qual for o seu caso, evite a automedicação e quando optar por algum procedimento procure um profissional de confiança que seja habilitado para a pratica.

Existem muitas opções de tratamento para recuperar a beleza e a saúde dos seus cabelos. Os métodos utilizados vão depender principalmente das causas, do estágio e do tipo de alopecia que você está enfrentando.

Pronto, agora você já sabe um pouco mais sobre a alopecia capilar, seus tipos e causas!

Você também pode se interessar: CapiFix resenha? O Novo Sucesso do mercado da saúde chega no Brasil: reclame aqui CapiFix encapsulado natural que vem auxiliando muitos clientes em todo continente europeu na cura da alopecia areata.