Category Archive : Saúde

Remédio para dor muscular: Descubra como acabar com esse incômodo

Dores musculares podem ser um incômodo frequente e atrapalhar bastante a vida de quem sofre com esse problema. Elas atrapalham desde a prática de exercícios físicos até atividades básicas, como caminhar ou carregar peso. Por isso, neste texto vamos dar dicas dos melhores remédios para dor muscular. Continue lendo e veja como acabar, de uma vez por todas, com elas!

O que causa as dores musculares?

Antes de entender qual o melhor remédio para dor muscular, é importante saber o que está causando o problema. 

Geralmente, as dores aparecem depois de um uso excessivo dos músculos ou então após períodos longos de atividade física. Uma pessoa que não costuma fazer academia, por exemplo, e começa a praticar esses exercícios costuma ter dores musculares. Isso acontece porque o músculo sofre inúmeras micro-lesões, que precisam se regenerar para que ele se fortaleça.

Mas também existem algumas doenças que podem provocar dores no corpo, como a gripe. Nesses casos, a dor muscular vem acompanhada de outros sintomas, como febre.

1. Compressas de água quente

De forma geral, esse tipo de dor é causada por uma tensão nos músculos. Por isso, as compressas com água quente são um excelente remédio para dor muscular, seja com o uso de uma bolsa térmica, um banho quente ou até deixar o membro de molho, como no caso de um escalda pés. A água ajuda a relaxar e diminui a dor, garantindo um conforto momentâneo.

2. Massagem com óleos essenciais

Alguns óleos essenciais também podem ser ótimos remédios para dor muscular. Óleos como os de alecrim ou de hortelã aumentam a circulação, enquanto o óleo essencial de erva-de-são-joão tem propriedades anti-inflamatórias.

Por isso, utilizar um combinado de algumas gotas de cada todos os dias para massagear a área dolorida pode diminuir o desconforto e acelerar a regeneração dos músculos. 

3. Alongamento

Fazer alongamentos nos dias em que a dor muscular está forte também auxilia na regeneração do músculo e evita que ela se agrave. 

Além disso, fazer atividades físicas leves também pode ajudar, como caminhadas ou determinadas posições de yoga. 

4. Analgésicos

Se a dor está atrapalhando a sua rotina, uma solução também pode ser tomar remédios como analgésicos e relaxantes musculares. Eles vão ajudar a passar pelos dias de incômodo mais intenso e aliviam o desconforto a curto prazo. Mas não abuse! O uso prolongado desse tipo de remédio pode fazer mal no futuro.

5. Remédios para tratar a dor a longo prazo

Já se você costuma ter dores no corpo com frequência, talvez o melhor remédio para dor muscular seja um tratamento que previna que ela continue aparecendo. 

Para essas situações, existem cápsulas que ajudam a reforçar o organismo, os ossos e os músculos. Elas agem de forma mais eficiente na causa da dor, evitando que você se torne refém dos analgésicos, relaxantes musculares e outros tratamentos. Portanto, se você tem dores no corpo frequentes, esses suplementos podem ser a solução!

Depois de algum tempo usando alguns produtos do mercado o único que realmente surtiu efeito em mim foi o Flex Caps.

O que é Flex Caps? Preço e onde comprar

Flex Caps é um produto formado por ingredientes especialmente selecionados para solucionar os problemas ósseos.

E também ajuda o corpo a prevenir doenças como artrite, reumatismo, osteoporose e artrose.

Quem sofre com alguma doença dessa sabe o quanto elas são complicadas de se lidar no dia a dia.

Conforme vamos ficando mais velhos vamos perdendo alguma parte das proteínas e minerais essenciais para nosso corpo e que servem também para proteger nossa estrutura óssea.

Com isso acabamos sofrendo um pouco mais com dores no corpo e nas articulações e até mesmo com doenças crônicas dos ossos.

E para minha agradável surpresa este produto chegou no mercado.

E pelo menos para mim esta trazendo um belíssimo resultado, a cada dia que passa é uma dor a menos que eu sinto.

Flex Caps Funciona Mesmo

O que mais chama atenção no produto é que a maioria de e-mails que é direcionada aos produtores são de pessoas que já utilizam o produto.

E usam o e-mail para enviar alguma mensagem agradecendo pelas melhorias que o produto causou no usuário.

A maioria das pessoas que mandam o e-mail gostam de citar a dificuldade que tinham de levantar da cama.

Porque sentiam seu corpo duro” impossibilitado de se mover com liberdade.

Mas logo em seguida eles começam a descrever as melhorias e mudanças que o Flex Caps proporcionou sem suas vidas e no bem estar deles.

Em poucas semanas eles já sentiam o corpo mais fortalecido, com menos dores e com uma flexibilidade bem maior.

Vou colocar aqui o depoimentos de alguns clientes satisfeitos:

Benefícios

Esse produto, o Flex Caps passou por muitos testes antes de ser colocado no mercado, muitos laboratórios testaram e aprovaram a eficácia dessa formula. E eu sou mais uma pessoa que testou e aprovou.

E por isso estou aqui passando a dica para vocês, porque sei o quanto é complicado essas dores.

Além de ter aprovação também de vários médicos e especialistas em doenças ósseas.

Os elementos do produtos foram feitos para agirem de uma forma correta e assim fortalecer os músculos, cartilagens e ossos.

Com isso eles aliviam as dores, melhoram a flexibilidade corporal e ajudam no combate de algumas doenças que limitam as movimentações.

Composição

Não tendo como ser diferente, o principal componente do Flex Caps é o cálcio, um famoso mineral que é essencial para o bom funcionamento do corpo.

Ele tem muitas funções importantes, dentre as principais esta o fortalecimento da nossa estrutura óssea, além de ajudar na saúde dos dentes, pele e unhas.

Já que 95% dos ossos é composto por cálcio ou seja, sem esse mineral os nossos ossos acabam ficando fracos.

E caso sofram com a perda do mesmo ficam com a movimentação limitada e com dores contantes e caso o corpo sofra com a diminuição de cálcio ele pode contrair artrite, artrose etc.

Resumindo o Flex Caps fortalece tanto os ossos quantos os músculos, prevenindo dores e melhorando a flexibilidade do corpo, melhorando as articulações de um modo geral.

Preço do Flex Caps

Eles tem 3 kits diferentes, com 1, 3 ou 5 potes.

O interessante aqui é que você consegue parcelar em até 12 vezes no cartão a compra do seu Flex Caps.

Assim você quase nem sente as parcela sendo descontada, o que é ótimo né meninas. hahahaha

Já vou colocar aqui embaixo os kits junto com os preços com promoção por tempo limitado!

Onde comprar Flex Caps

Compre agora mesmo pelo site oficial do produto no link que vou deixar aqui embaixo.

Nele você terá acesso ao preço promocional fornecido apenas para os leitores aqui do site. Se livre de vez dessas dores.

Lembrando também que o produto fornece garantia de 30 dias, porque caso você não tenha satisfação total com o produtos eles te devolvem o dinheiro.

O artigo vai ficando por aqui mas caso você queira voltar para nossa página inicial é só clicar no link.

[ratings]

Gostou? Compartilhe!

About The Author

Falta de vitamina D – Consequências e Como Repor

A vitamina D (calciferol) é uma vitamina lipossolúvel indispensável para organismo humano. Entre suas principais funções estão a fixação do cálcio nos ossos, prevenção de doenças cardíacas, fortalecimento do sistema imunológico, manutenção do peso e até manutenção da saúde mental. A falta de vitamina D no organismo é considerada quando o seu exame de sangue (exame 25(OH)D) detectou níveis de vitamina D abaixo de 30 ng/ml. Os sintomas também podem ajudar no diagnóstico da falta desse mineral. Eles aparecem quando se ingere menos vitamina do que o necessário para o organismo, e então é preciso comer alimentos ricos em vitamina D, ou ainda suplementos de vitamina D.

A ausência da vitamina D é comum principalmente para pessoas que vivem em locais em que o sol não aparece muito. Afinal, a exposição ao sol é essencial para que a vitamina se fixe no organismo. Acredita-se que de 80% a 90% do que recebemos de vitamina D no organismo provém dos raios UVB. Quando se expor à luz solar não é uma possibilidade, o tratamento da deficiência de vitamina D  pode ser feito com suplementação. Confira aqui o que o seu nível de calciferol significa e como suprir esta falta.

Qual é o nível ideal de vitamina D no organismo?

De  10 e 20 ng/mL

Você está deficiente de vitamina D. Se tiver pele negra, provavelmente, é porque não está se expondo ao sol como deveria, afinal, a melanina ajuda a inibir a penetração de raios UVB, procure passar mais tempo ao sol e procure um médico para te ajudar na suplementação correta de acordo com as especificidades do seu organismo. O déficit de vitamina é bastante recorrente em peles escuras, devido à dificuldade de absorção dos raios solares.

Níveis de vitamina D nessa faixa o deixam propício a desenvolver câncer de pele e risco de fraturas nos ossos com facilidade, principalmente, em idades mais avançadas. Você também já pode ter notado dificuldades de equilíbrio, um dos sintomas da falta extrema da vitamina D no organismo. Bem como o desânimo e cansaço.

De 20 a 30 ng/mL

Você tem doses baixas de vitamina D no organismo e ainda é considerado deficiência da vitamina. É preciso aumentar a dose diária de suplementação, seja nos alimentos, na exposição ao sol ou artificialmente por meio de remédios manipulados. Se você é caucasiano ou norte-americano é mais provável de ter níveis de vitamina D nessa faixa. Isso porque pela falta de exposição ao sol, eles acabam com menos vitamina D no organismo.

Com esse nível de vitamina D você está propenso a ter problemas de saúde em níveis mais baixos, como osteopenia ao invés de osteoporose, afinal a absorção de cálcio do seu organismo ainda é fraca, no entanto a possibilidade de fraturas já pode ser descartada. Caso tenha tendência a diabetes a falta de vitamina D pode dar esse empurrão para que você desenvolva a doença de uma vez. Por isso, invista em alimentos fortificados para suprir a deficiência da vitamina.

De 30 a 40 ng/mL

Este é o nível normal de vitamina D no sangue, significa que você tem a o mineral de forma suficiente e está melhor do que a maioria da população. Pessoas que moram em países tropicais tendem a ter níveis mais adequados dessa substância.

Se você se enquadra nesse caso as notícias são boas, pois o seu corpo está muito mais protegido contra doenças cardíacas, dos ossos, tem maior capacidade de controle de peso, colesterol e provavelmente em sua velhice terá uma saúde mental boa. Não é necessário nenhum tipo de suplementação, mas não deixe de se expor ao sol e nem comer alimentos ricos em vitamina D para manter suas taxas de minerais bem equilibradas e sem perdas.

Para manter bons níveis de vitamina D no sangue, diariamente é preciso de 5 microgramas por dia da vitamina e garantir ao menos 15 minutos de exposição à luz solar para que seja o suficiente de vitamina sendo produzida no seu corpo. Mesmo que coma direito, se não se expor ao sol, a vitamina D não se forma. Fontes de vitamina em alimentos também não devem ser descartadas.

De 40 a 50 ng/mL

Parabéns, seus níveis de vitamina D no sangue são muito além da média da população e você não tem zero de riscos de desenvolver doenças nos ossos ou riscos de fratura. Seu equilíbrio promete ser muito bom e a saúde mental igualmente. Se mantiver nesses níveis significa que você tem condições que te auxiliam a isso, como por exemplo, morar na linha do equador, em que a exposição ao sol é muito maior.

Esse nível de vitamina D no sangue também auxilia no controle hormonal, principalmente no da tireoide, prevenindo doenças cardíacas e do fígado. A redução de chances de câncer também já foi associada ao alto nível de vitamina D no sangue.

De 100 a 150 ng/mL

Sua taxa de vitamina D no sangue é considerada muito alta, e embora não considerada toxica precisa ser abaixada seja evitando o sol ou diminuindo o consumo de alimentos ricos na vitamina. Essa condição não é comum e pode gerar aumento dos batimentos cardíacos entre outros problemas no organismo. A consulta médica é essencial para bolar uma estratégia de reduzir os níveis para dentro da normalidade (Entre 30 a 50 ng/mL)

Sintomas da falta de vitamina D e suas principais consequências

Os sintomas também ajudam a diagnosticar a deficiência de vitamina D no organismo. No entanto também podem ser consequências da falta do mineral permanentes de um problema que foi relegado:

  • Diminuição do cálcio e do fósforo no sangue;
  • Dor e fraqueza muscular;
  • Enfraquecimento dos ossos;
  • Osteoporose nos idosos;
  • Raquitismo nas crianças;
  • Osteomalácea;
  • Mau desenvolvimento psicológico nas crianças;
  • Crescimento tardio em crianças;
  • Falta de equilíbrio;
  • Doenças cardíacas, como hipertensão;
  • Alterações de peso;
  • Dificuldades de memorizar e raciocinar;
  • Ineficiência do sistema imunológico;
  • Desenvolvimento de diabetes tipo 2;
  • Alterações do nível de açúcar no sangue.

Como repor a vitamina D

A carência da vitamina D em nosso organismo pode ser reposta com 200 mg para crianças e para adultos 600 mg. Um simples exame de sangue de rotina basta para verificar se a quantidade de vitamina está de acordo com o volume necessário.

Caso seu organismo esteja carente dessa substância, é possível fazer a reposição da vitamina por duas formas:

1-Exposição ao sol

Para isso é necessário ficar no sol ao menos 60 minutos na semana sem uso de bloqueadores solares ou filtros. Essa exposição deve acontecer entre as 10h e 15h quando as radiações são nocivas ao ser humano. Recomendado pelos médicos, entre 15h às 18h. Pessoas de pele negra devem aumentar o tempo de exposição para 1 hora.

Isso é indicado pelos médicos porque a vitamina D é ativada no intestino através dos raios solares, caso a pessoa não exponha muito ao sol a substância é eliminada através das fezes sem antes ter sido absorvida pela parede intestinal.

2- Medicamentos manipulados

Outra forma de repor a vitamina D é por ingestão em gotas ou cápsulas (remédios manipulados que podem ser comprados em farmácias) ou através da alimentação. O mais recomendado para quem tem a deficiência é recorrer as vitaminas em gotas, já que é muito difícil conseguir repor as doses necessárias somente através da alimentação. Ainda assim, para ativar a substância ingerida o sol continua essencial.

Na forma de gotas, que é o mais usado, cada gota contém 200 UI (unidade internacional). Então se você é adulto, deve tomar de 3 a 4 gotas para repor o nutriente. Lembre-se de fazer o consumo de medicamentos apenas sob orientação médica.

3 Consumir alimentos ricos em vitamina D

Via alimentação é possível repor através de peixes. Os mais ricos em vitamina D são a sardinha e atum, também encontramos no óleo de fígado de bacalhau. Alguém se lembra de ter já tomado aquele óleo de Rícino? Se sim, é bem provável não deve ter sido uma experiência agradável. Apesar do gosto, ele é uma excelente fonte de vitamina D entre outros nutrientes. Outros alimentos que são fontes da vitamina são:

  • Leite;
  • Manteiga;
  • Figado de galinha;
  • Peixes gordurosos, como o salmão;
  • Frutos do mar;
  • Mariscos;
  • Ovos cozidos.

Confira aqui para que sirva a vitamina D3 e entenda melhor suas funções.